20/12/2019

FLY, O PEQUENO GUERREIRO: DERIVADO DE ‘DRAGON QUEST’ TERÁ NOVO ANIMÊ E GAME EM 2020

Fawkes
Fawkes
Administrador

Um clássico muito vivo na memória de quem foi criança no Brasil nos anos 1990 inesperadamente está de volta. Durante o evento Jump Festa, convenção anual que revela vários anúncios envolvendo personagens da maior revista de mangás do Japão (a Shonen Jump, no caso), foi anunciado um novo animê de Dragon Quest: Dai no Daibouken – conhecido por nós pelo nome espalhafatoso de Fly, O Pequeno Guerreiro.

Exibido no Brasil a partir de 1996, dentro da programação do SBT (sendo reprisado até meados do ano 2000), o animê original do ‘Fly‘ adaptava um mangá escrito por Riku Sanjo e ilustrado por Koji Nada, tendo como base os conceitos da popular franquia de videogames Dragon Quest (uma eterna paixão dos japoneses). Com capítulos publicados entre 1989 e 1996, o título reuniu 37 volumes encadernados, que é onde mora a conclusão da história, já que a série de TV produzida pela Toei Animation (entre 1991 e 1992) se encerrou muito antes de mostrar a saga final.

A Toei retorna na produção desse novo animê, que agora será uma mistura de animação 2D com computação gráfica em 3D. Com estreia marcada para o último trimestre de 2020, a produção também ganhou o primeiro vídeo teaser:

A história da série apresenta um garoto-órfão chamado Fly (Dai, no original), encontrado e adotado pelo monstrinho Blass na ilha Dermlin. O moleque passa a ser criado pelo monstro como se fosse seu neto, junto de Gome, uma criaturinha dourada em forma de gota com asas. A trama tem início quando Gome é raptado e Fly parte para resgatar seu amigo. Mais tarde, o pequeno valente conhece a bela Princesa Leona, filha única do Rei de Papunika, a qual lhe dá como lembrança a Adaga de Papunika, após ser salva por ele. Depois de descobrirem que o garoto possui uma estranha marca de dragão na testa, Fly recebe a visita do lendário Avan, um corajoso guerreiro que foi à Dermlin a mando do Rei para transformar o jovem num verdadeiro herói.

Em meio à sua longa jornada, Fly ganha a companhia de Pop e Maam, ambos também aprendizes de Avan. Além de fazer amigos, o garoto ainda tem de enfrentar os subordinados de Hadler, um demônio que fora derrotado anteriormente pelos “antigos heróis” (Avan incluso) e retornou para dominar o mundo graças aos poderes do “Grande Rei do Mal”.

Além da nova série animada, Fly, O Pequeno Guerreiro será adaptado também para um novo game – é o caso curioso de um derivado de games que agora ganha o seu próprio título “adaptando a adaptação”. Sem plataformas anunciadas ainda, o jogo será produzido por Ryutaro Ichimura, responsável por vários segmentos da franquia Dragon Quest.

Este ano, Fly foi um dos personagens presentes no game Jump Force, que colocava lutadores vindos de várias histórias publicadas pela Shonen Jump (como Dragon BallNaruto e Os Cavaleiros do Zodíaco) juntos para duelarem. Pode ter sido considerado um teste de popularidade do personagem, que estava deixado de lado há muito tempo, mesmo sendo um dos grandes sucessos de vendas de mangás da casa. No passado, muito se falava sobre problemas de marca envolvendo a editora da Jump (a Shueisha) com a Square-Enix (detentora da marca Dragon Quest), o que supostamente teria dificultado a licença do mangá por aqui. Será que agora estão abertas as portas para vermos a obra original no Brasil?

[Via Toei Animation e ANN]

Seja Bem Vindo

Seja Bem Vindo ao novo site da Anibr, aqui você encontra diversas postagens divididas em seções, site projetado especialmente para os fãs da cultura oriental e geek.

Mais Informações Sobre o Site